segunda-feira, 6 de outubro de 2008

Dia 30/09/08 – 1ª e 4ª aulas.

.Guerra do Paraguai

.1ª Quadro – O Uruguai conquistou a independência em 1828, e o poder foi dividido em 2 partidos, Os Colorados, liberais e que eram comerciantes, e os Blancos conservadores e que eram pecuaristas. Os Blancos eram comandados por Manoel Oribe e aliados da Argentina, e Os Colorados por Fructuoso Rivera e eram mais rigorosos em relação aos limites entre o Uruguai e o Brasil e por isso eram aliados do Brasil.
.2ª Quadro - Oribe era o presidente do Uruguai se une a Rosas que era presidente da Argentina e fecham o porto de Montevideu (isso foi ruim para o Brasil). Então o Brasil se une com os inimigos deles (Rivera – inimigo político de Oribe, e Urquiza - inimigo político de Rosas), e o Brasil intervém na deposição de Rosas e Oribe.
.3ª Quadro - Aguirre que era do partido dos blancos assume a presidência do Uruguai, começa a haver ataques aos estancieiros do Rio Grande do Sul, mais uma vez o Brasil intervém no Uruguai, Aguirre é deposto e quem assume é Venâncio Flores (do Partido Colorado) e que era inimigo político de Aguirre.
4ª Quadro - Solano Lopez que era presidente do Paraguai, se opõe a intervenção do Brasil na deposição de Aguirre, pois ele era aliado do seu país. O Paraguai não aceita intervenção brasileira no Uruguai (pois trouxe a queda de Aguirre que aliado político do país) o Paraguai apreende um navio brasileiro e invade o Mato Grosso do Sul (cidade de Dourados), o Brasil se alia a Argentina e ao Uruguai e formam a tríplice aliança, e assim começa a guerra.

.A Guerra

Começa a guerra e o Paraguai já tinha preparado para invadir o Brasil a muito tempo.O comando do Brasil ficou em terra com Duque de Caxias e na marinha com Almirante Tamandaré.
Brasil estava sem exército formado e começa a haver recrutamento forçado nas ruas, onde todo homem era forçado a entrar para o exército, e principalmente os escravos, que iam como espécies de “cobaias” na frente na hora da batalha. Mas começa a haver desentendimentos entre Caxias e Tamandaré.Argentina e Uruguai saem da guerra, mas o Brasil continua ativo na guerra e Caxias assume totalmente o comando, e conquista a Assunção em 1869.
Porém, a guerra só acabaria quando Solano Lopez fosse morto, por isso, Caxias foi substituído pelo Conde d’Eu que matou Solano Lopez (que havia fugido) em 1870.
E a guerra acaba com a morte de Solano Lopez.

. Conseqüências

Uruguai
. Continuação dos conflitos entra blancos e colorados
. Dívidas com a Inglaterra.

Argentina:
. Fortalecimento dos unitaristas.
. Dívidas com a Inglaterra.
. Comércio estimulado (fornecimento de armas e mantimentos para os aliados).
. Maior beneficiado.

Brasil:
. Dívidas com a Inglaterra.
. Fortalecimento da identidade nacional (maior integração da província do Rio Grande do Sul e definição da fronteira com o Paraguai).
. Escravidão questionada.
. Fortalecimento do exército (após a guerra, o mesmo adquire conseqüência abolicionista e supera a guarda nacional).
. A guerra abalou os fundamentos do império (fim da escravidão/ república).
Início da crise do 2º reinado.
. Maior participação do exército nas questões políticas.


Dia 02/10/09 – 4ª e 5ª aulas.

Na 4ª aula Viviane levou dois banners para mostrar, e servir como modelo do nosso trabalho, que deverá ser entregue no dia 16/10/08, uma quinta-feira.

Na 5ª aula, Viviane deu introdução ao assunto novo que é a Crise do 2ª Reinado.

. A Crise do 2ª Reinado

Começou a partir de 1870 quando a Guerra do Paraguai terminou, o império entrou em crise. A monarquia brasileira não se habituou com as transformações que ocorreram nas últimas décadas do século XIX, como:

. Aumento da população;
. Desenvolvimento da classe média, pois não possui escravos e se torna questionadora.
. Divergência entre os interesses defendidos pelo império e os interesses dos cafeicultores paulistas.
. Diversificação dos investimentos financeiros;
. Além disso, pode-se citar também a questão religiosa, a abolição e a questão militar.


Alunos: Rodrigo Burégio e Iacyran Spencer.

Um comentário:

iris disse...

. Divergência entre os interesses defendidos pelo império e os interesses dos cafeicultores paulistas.

obs: os cafeicultores paulistas achavam que o poder político que eles detinham não era compatível com o seu poder econômico.

iris :)